10 de maio de 2017

Não vás para longe de ti


Não sejas a areia arrastada pelo mar,

Sê a rocha em que embatem sem derrubar.

 
 
Não te deves deixar levar pelos outros.
Deves permanecer quem és,
mesmo que para isso tenhas de enfrentar fortes marés.
Só assim chegarás onde queres chegar,
só assim a felicidade podes alcançar.
 
 
*
 

29 comentários:

  1. Nunca percebi aquela gente que carrega uma montanha às costas, quando deveria estar a escalá-la.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nunca tinha pensado nisso dessa forma, que excelente pensamento!
      É um erro, pensam que não têm forças para escalar a montanha, mas não se apercebem de que para a carregar às costas ainda é preciso mais força.
      Beijinho

      Eliminar
  2. Cada vez é mais difícil sermos nós mesmos... mas é essa a nossa maior riqueza!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Completamente de acordo, somos bombardeados com mil e uma coisas que nos tentam levar para longe de quem somos. E em certas situações não esperam que sejamos nós mesmos, exigem-nos que sejamos de determinada forma.
      A nossa essência é, sem dúvida, o nosso maior tesouro...por vezes é um tesouro perdido que temos de procurar.
      Beijinhos, Malik!

      Eliminar
  3. O belo título como o leme (direção) para a fortaleza da rocha,
    na sua força interior, permanecer autêntica.
    Afinal a felicidade trilha o caminho interior com sonhos
    singulares!..
    Apreciei muito, Rita!!
    Uma semana alto astral e inspiradora!
    Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Suzete!
      Temos de tentar ser fiéis a nós mesmos e permanecer quem somos para conseguirmos alcançar os nossos sonhos e nos sentirmos bem com a vida.
      Uma semana maravilhosa, beijinho.

      Eliminar
  4. Olá, somos o que somos, só nos aceita quem quer, fazer encenação e ser submisso nunca dá certo, é assim que devemos encarar a vida.
    AG

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, ora nem mais! Só nos enganamos a nós próprios e nós é que saímos a perder.
      Beijinho

      Eliminar
  5. Boa reflexão, gostei muito. Beijinhos.

    ResponderEliminar
  6. Nem mais! Não devemos andar ao sabor das ondas... apenas receber os seus beijos mas recusar o seu jugo.

    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso mesmo, andar ao sabor das ondas só nos deixa mais perdidos!
      Beijinhos

      Eliminar
  7. Devemos manter sempre a nossa identidade, aquilo que nos caracteriza!=)
    Beijinhos,
    http://chicana.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo, só assim a vida faz sentido!
      Beijinhos

      Eliminar
  8. Pensamentos bem elaborados é mesmo contigo.
    Este não é excepção, gostei imenso.
    Bom fim de semana, Rita.
    Beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Jaime!
      Excelente fim-de-semana, beijinho.

      Eliminar
  9. Sermos fieis à nossa identidade é sem dúvida a chave para o nosso sucesso pessoal e para a nossa felicidade. Mas confesso que às vezes é muito difícil enfrentar certas marés ;)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, certas marés vêm com tanta força que nos levam um pouco...mas o mar leva pedaços das rochas e elas continuam lá, no seu lugar.
      Beijinhos

      Eliminar
  10. Uma sábia verdade, nem sempre fácil de conseguir.
    Um beijinho

    O Toque do coração

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem sempre é fácil, mas vale sempre a pena!
      Beijinho

      Eliminar
  11. Às vezes... é inevitável... e conseguem derrubar-nos mesmo... por não nos deixarmos levar por outros... como represália, por exemplo...
    O que importa, é que nos consigamos reerguer após cada queda... e que o processo, nos torne mais preparados, para não cair no próximo embate!
    Mais um belo pensamento por aqui... que nos oferece muito sobre o que reflectir...
    Escreves muito bem!
    Beijinhos! Feliz semana! E até breve!
    Ana

    ResponderEliminar