Coração (in)fiel

6 de maio de 2017

É possível amar duas pessoas ao mesmo tempo?

 
 
O amor tem mil feitios, mil identidades. 
O amor não tem uma só forma de ser,
O amor é livre para ser o que quiser!
Um amor não se apaga para que outro se acenda,
Cada um arde por si, à sua maneira.
Acredito não no que me diz a razão, mas no que sinto.
Amar com a razão é impor limites ao amor,
 logo ao amor que deve ser o mais puro e espontâneo de todos os sentimentos.
Amar com o coração é viver por inteiro, 
É viver as emoções e nada é mais nosso do que o que sentimos.
No amor não há liberdade de escolha,
O amor entra na nossa vida mesmo sem o convidarmos.
Parece impossível e errado amar duas pessoas, 
Mas o impossível e o errado só existem para a razão.

Pode um coração ser infiel a si mesmo se amar a dobrar? 


*

Eis a questão - Todos os meses formulo uma questão (vejam na barra lateral) e no mês seguinte inspiro-me nessa mesma questão para escrever um pequeno texto que transparece a minha resposta, obviamente que é apenas uma opinião. O meu intuito não é de todo apresentar a reposta "certa", até porque nenhuma resposta é errada e acredito que nunca existe uma só verdade.

23 comentários:

  1. Um tema muito complexo, mas que eu jugo ser possível!!

    Um beijinho grande

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É sem dúvida um tema complexo e que sempre será objecto de discussão.
      Beijinho

      Eliminar
  2. Julgo ser evidentemente possível e inevitável.
    O problema é o recalcamento de séculos geracionais que incutiram remorso numa concepção errónea de Amor, que extirpa o fulgor identitário de cada um.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Completamente de acordo! O amor não tem de​ ser de uma determinada maneira para o ser, existem imensas formas de amar e não há nada de errado nisso.
      Trata-se também de uma questão cultural e religiosa, por isso é tão complexa.
      Beijinho

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Talvez todos tenhamos essa capacidade, mas apenas aconteça a alguns.
      Beijinho

      Eliminar
  4. É um temo delicado e muito complexo, mas na minha opinião não se pode amar por inteiro duas pessoas.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Compreendo, como associamos o amor a tantas coisas torna-se difícil acreditar que é possível amar totalmente duas pessoas.
      Beijinho s

      Eliminar
  5. Dentro dos três tipos de amor - Ágape, Philia e Eros - é possível amar inúmeras pessoas. O pior são as confusões entre amor e paixão.
    Bjinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, podemos amar diversas pessoas de diferentes formas.
      Essas confusões é que podem causar enganos, nem sempre se consegue imediatamente classificar o que sentimos.
      Beijinhos

      Eliminar
  6. "O amor é livre para ser o que quiser!" Foi afirmado aqui...
    Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi, sim! O amor não é uma receita que devemos seguir à risca.
      Beijinho

      Eliminar
  7. Eu também acho que sim, Rita!

    Um beijinho e Bom Domingo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cada vez mais o amor quebra as "regras"!
      Boa semana, beijinhos.

      Eliminar
  8. Um tema complexo, mas possivelmente possível. amor Ágape e amor carnal com certeza . O amor quer ser levre e apenas amar!
    Abraços!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O amor existe das mais diversas formas, por isso também penso que seja possível. O amor não escolhe nada, acontece como tiver de acontecer.
      Obrigada pela gentil visita e pelo comentário!
      Será sempre bem-vinda, um beijinho.

      Eliminar
  9. Gostei muito desta reflexão.
    (Tentei votar na questão, qualidades, mas a barra manteve-se nos 0%)
    Beijinhos,
    http://chicana.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Ana!
      Quanto à votação não sei o porquê do sucedido e de qualquer forma obrigada pela teu voto.
      Beijinhos

      Eliminar
  10. Podemos amar muitas pessoas, cada uma do nosso jeito, o pior é o jeito das outras pessoas que pode não coincidir com o nosso :)
    Um tema para longa discussão :D

    Já votei no próximo!
    Um beijinho e boa semana

    O Toque do coração



    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, por isso é que existem tantos desgostos amorosos.
      Sim é mesmo um tema que tem muito que se lhe diga e muito ficou aqui por dizer, foi uma brevíssima discussão.
      Obrigada pelo voto, no próximo mês cá teremos uma nova troca de opiniões!
      Boa semana, beijinhos.

      Eliminar
  11. Tema complexo, profundo, mas real. O amor é amplidão e assim o sendo, não há traição, existe um coração imenso querendo cada vez mais amar, amar, amar e ser amado constantemente. Amei seu blog, convido-a a visitar o meu. Beijos, Lúcia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O coração quando ama só está a ser fiel a si mesmo, ele vive para sentir. Agora o que fazemos perante esses dois amores é já outro assunto.
      Agradeço a sua amável visita, será sempre bem-vinda.
      Beijinho

      Eliminar
  12. Acho que seja possível... embora eu talvez, não tivesse coragem para o fazer... pelo que inevitavelmente acabaria por fazer uma escolha...
    Um tema de facto complexo... e que daria pano para mangas... como se costuma dizer...
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar

 
FREE BLOGGER TEMPLATE BY DESIGNER BLOGS