Linhas livres

17 de agosto de 2017

Sempre gostei de traçar linhas, mas sem qualquer minúcia ou perfeição.
Nunca gostei de régua ou esquadro, para mim a arte sempre foi enquadrada apenas pela imaginação.
Livres, acho que posso dizer que as minhas linhas são livres de seguir o seu rumo.
Não gosto de linhas paralelas, não gosto de passar perto de algo e não o sentir.
Quero tomar todas as direções que me seduzam, quero que as minhas linhas tenham movimento.
Gosto de linhas curvas, gosto de linhas que se cruzam e entrecruzam.
Gosto da imperfeição.


*

16 comentários:

  1. Belíssimo!!
    A arte é este voo livre do caminho singular,
    com a respiração humana da imperfeição.
    Mas, este talento ao criar na perfeição
    do livre fluir!...
    Adorei o todo: o título, a imagem e o
    poema num todo de bela arte que nos
    convoca para a reflexão neste
    mergulho da profundidade.
    Um final de semana feliz, querida Rita!
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Suzete, pela visita e pelas belas palavras que complementam o meu sentir.
      Um excelente fim-de-semana, um grande beijinho.

      Eliminar
  2. Excelente!! Muito bom gosto!!

    Beijinhos
    Bom fim de semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada!
      Um ótimo fim-de-semana, beijinhos.

      Eliminar
  3. Temos o direito a seguir as nossas linhas e a traça´-las ao nosso gosto.
    Bom fim-de-semana!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade! Não se trata de sermos egoístas, trata-se de sermos fiéis a nós e dar à vida o sentido que ela tem para nós.
      Obrigada, um fim-de-semana feliz!
      Beijinhos

      Eliminar
  4. Engraçado... nada é mais perfeito do que as maravilhas que a Natureza nos oferece... e no entanto, nada na Natureza, é absolutamente recto. As linhas rectas foram inventadas pelos humanos... cujo comportamento até hoje... continua a apresentar uma carência imensa de rectidão...
    Adorei o teu texto, que dá que pensar... a perfeição idealizada pelas rectas... passa a direito de tudo... sem verdadeiramente sentir, o que está à sua volta...
    Beijinhos! Feliz semana!
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Adorei a tua reflexão, Ana! Concordo inteiramente, a busca pela perfeição afasta-nos do melhor da vida. É a imperfeição que nos faz mais felizes, afinal de contas é a nossa natureza.
      Obrigada pelo comentário enriquecedor para este meu pequeno texto, gostei muito da perspectiva.
      Boa semana, um grande beijinho!

      Eliminar
  5. Gostar da imperfeição é gostar de tudo o que existe... Afinal o que é ser perfeito?
    Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É uma excelente questão à qual respondo com outra...será que a perfeição existe?
      Obrigada pela visita Graça, um beijinho.

      Eliminar
  6. Também gosto e é nessa imperfeição que se faz uma bela partilha!!! Bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gostar da imperfeição é gostar da vida.
      Obrigada pela visita e pelo comentário, um beijinho!

      Eliminar
  7. Passando, só para te dizer, Rita, que no meu próximo post, destacarei umas palavrinhas tuas!
    Se acaso a tradução não estiver do teu agrado, é só dizeres-me que alterarei, o que achares necessário!
    Beijinhos! Continuação de uma boa semana!
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ana, só tenho a agradecer por todo o carinho e pelo privilégio que é ver palavras minhas no teu blogue!
      Um grande beijinho

      Eliminar
  8. Gostei destas Linhas Livres
    (cheguei aqui pelo link no blogue da Ana Freire e vou aproveitar para descobrir um pouco mais do blogue)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pela visita e por seguir este meu rumo, bem-vinda!
      Um grande beijinho

      Eliminar

 
FREE BLOGGER TEMPLATE BY DESIGNER BLOGS