30 de abril de 2018

O barulho que há em mim


Pensei que o barulho tinha terminado e que o silêncio iria finalmente reinar. 
Estava deitada no sofá a saborear o tão desejado dolce far niente quando ouvi a campainha tocar.
Decidi fingir que não tinha ouvido, esperançosa de que o silêncio não fosse mais interrompido.
Acreditei ou tentei acreditar que podia evitar o despertar de mais um barulho em mim.
Estava enganada.
Fechei todas as portas e janelas, escondi-me no meu refúgio e ainda assim o barulho reencontrou-me.
Outra vez, não.
Será que algum dia terá fim?
Quero o rotineiro silêncio, nem que depois tenha de cantar à desgarrada para lhe dar vida, mas quero essa paz em mim.
Quero tranquilidade, de uma vez por todas.
Quero em mim a melodia do silêncio.


*

9 comentários:

  1. Profundo e muito bonito. Adorei :))


    Hoje:- Conhecer-me-ás no olhar, como ninguém.

    Bjos
    Votos de uma óptima Segunda-Feira

    ResponderEliminar
  2. Boa tarde! Maravilhoso sentir!! Amei

    Beijinhos e uma excelente semana

    ResponderEliminar
  3. Somos tantas vezes assaltados por barulhos e ecos em nós, que nos corroem e não nos deixam no merecido sossego. Quando assim é temos de procurar refúgio noutras paragens.

    Boa semana, amiga.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  4. "Quero em mim a melodia do silêncio." Tão belo, Rita!
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  5. Querida Rita,

    Neste teu belo poema, as palavras transmitem este
    caminho dos barulhos que por dentro detonam na
    superficialidade a paz. Pois, alguém que sente e
    escreve esta belíssima construção poética:
    "Quero em mim a melodia do silêncio."
    Tem a raiz da paz na profundidade da alma, que
    luminosamente desabrocha e irradia!...
    Um final de semana na paz e harmonia neste
    organizar por dentro e tudo a sintonizar por
    fora nesta mesma harmonia, paz e felicidade,
    minha querida.
    Beijos.
    Ps: Sempre grata e alegre da sua presença
    carinhosa e comentário generoso no
    meu blog, fique bem, viu!?...

    ResponderEliminar
  6. Adorei as tuas palavras, Rita... em especial a tua última frase!
    E como eu te entendo!... Há alturas, em que para mim, o silêncio, é absolutamente essencial e fundamental... Permite deixar-me ouvir a mim, mesma... raciocinar... e tantas vezes... criar!...
    Confesso, que diariamente, preciso da minha dose de silêncio... nem que seja por alguns minutinhos, apenas...
    Um beijinho grande! Bom domingo, e uma óptima semana!
    Ana

    ResponderEliminar
  7. Todos precisamos dessa "melodia do silêncio".
    Simplesmente maravilhoso.
    Beijinhos
    Maria
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderEliminar
  8. Deixo um beijinho, nestas semanitas, em que estarei mais ausente, para férias... e um até breve, esperando que tudo esteja bem, por aí!...
    Ana

    ResponderEliminar